Bitcoin: a moeda que nasceu na net

Prevenir ataques cibernéticos
12 Maio, 2016
Novos palavrões na Internet –  Growth Hacking
19 Setembro, 2016

Concebida em 2009 por alguém, (ou por grupo de pessoas – não se sabe ao certo) com o pseudónimo de Satoshi Nakamoto, a Bitcoin é uma moeda digital que funciona de forma criptografada, utilizando um algoritmo próprio para codificar as informações envolvidas nas suas transacções. Para a utilizar torna-se necessário criar uma carteira virtual, que permite o armazenamento das bitcoins, assim como identificar outros utilizadores, de forma a realizar transacções nessa moeda.

A ideia por trás de uma criptomoeda é a circulação de um dinheiro virtual que fosse passível de criptografia, ou seja, de usar um algoritmo próprio e senha para encriptar a informação e os valores envolvidos na transacção feita. Uma operação realizada nesse sentido faz com que os dados permaneçam ilegíveis por pessoas não autorizadas, fazendo com que sejam lidos apenas pelo destinatário do envio ou por aqueles que conheçam a senha para decicifrar a mensagem.

Esta moeda pode ser utilizada para compra de serviços e produtos em qualquer lugar do mundo, livre de taxas e operações bancárias e existem três maneiras de obter Bitcoins: comprando a moeda em caixas electrónicas virtuais; recebendo como pagamento por um serviço ou produto prestado; ou minerando moeda, que consiste em oferecer a capacidade de processamento do seu computador para a manutenção de bitcoins.

Um português desenvolveu a primeira máquina ATM de bitcoins para uma start-up norte-americana. Cláudio Castro concebeu o projecto e as primeiras máquinas, destinadas a um cliente norte-americano, foram construídas em Famalicão. Entretanto, a primeira máquina automática de compra e venda das divisas virtuais Bitcoin em Portugal começou a funcionar em Lisboa e permite comprar e trocar esta moeda por euros, no centro comercial Saldanha Residence.

Opiniões que contam, como a de Bill Gates (Windows) ou Richard Branson (Virgin), já vieram a público afirmar a sua simpatia pela Bitcoin. Por outro lado, gigantes como a eBay ou a Paypal já aderiram, ainda de forma ainda cautelosa, a este sistema.

Por outro lado, mas já no final do ano passado, o Banco de Portugal divulgou conclusões de um estudo do Banco Central Europeu segundo as quais não podia considerar a Bitcoin “moeda segura”. Reconhecia-lhe, contudo, a categoria de moeda virtual usada para “compra (…) tanto no mundo real, como no virtual” e assumia que as autoridades monetárias terão de preparar-se para monitorizar este fenómeno à medida que aumente no futuro.

 

 

 

João Nuno Patrício

Marketing Director

YCORN.COM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *